Dicas para Meditação

Meditar!


Para algumas pessoas meditar significa refletir sobre um determinado assunto. No oriente, meditar é totalmente diferente. Significa entrar em um estado de consciência onde se torna mais fácil compreender a si mesmo.

Um mestre indiano nos explica, mais ou menos, como funciona a meditação:


“Nós conhecemos o mundo exterior de sensações e ações, mas do nosso mundo interior de pensamentos e sentimentos, nós conhecemos muito pouco. O objetivo primário da meditação é que nos tornemos conscientes e que nos familiarizemos com a nossa vida interior. O objetivo final é alcançar a fonte da vida e da consciência.”

Através da meditação nós podemos entrar em contato com o nosso “EU” e compreender aquilo que sentimos, descobrir porque agimos em determinadas situações, porque fugimos daquilo que mais queremos, porque respondemos uma coisa quando, na verdade, queremos dizer outra totalmente o contrário.


A realidade é que boa parte dessa confusão é criada pela mente. Ela é um instrumento de nossa consciência e contém tudo aquilo que pensamos, nossa memória e o lado racional.

Por isso, para nossos leitores, poderem compreender um pouco mais de “si”, daremos algumas dicas de como praticar a meditação.
Embora a prática da meditação seja simples, exige muita disciplina e regularidade.


Dicas para uma prática perfeita de meditação:


1 – Procure um lugar calmo onde você possa sentar-se de maneira confortável e com a coluna ereta, pode ser em uma cadeira ou no chão, mas sempre com as pernas cruzadas. Use roupas leves, que não apertem e o deixe confortável.


2 – Acender um incenso ou colocar uma música calma também ajuda a criar um clima de tranquilidade, mas depois de algum tempo pode ser que você prefira dispensá-los.


3– Evite praticar quando você estiver com sono ou muito cansado. Isso pode se tornar uma frustração por você não conseguir se concentrar, e pode desanimá-lo em sua meditação diária.


4 – Comece com apenas 10 minutos diários. Coloque um relógio para despertar depois desse tempo, dessa forma sua mente não poderá sabotá-lo, fazendo-o pensar que já se passaram muito mais tempo do que parece.


5 – Não se mova durante esse tempo. O corpo é como se fosse uma garrafa, e a mente a água dentro dela. Mover o recipiente faz com que a água se mova. E o que você quer, nesse momento, é que sua mente permaneça quieta e imóvel.


6 – A atenção deve estar voltada para o objeto da meditação, pode ser a respiração, um símbolo, sem que isso necessite de grandes esforços. Caso você se desperte, recomece sua concentração, suavemente olhando para o objeto escolhido.


7 – não importa o que aconteça, estará bem. Se houver um monte de pensamentos desfilando em sua cabeça, se você sentir vontade de chorar ou de rir, se achar que nunca irá conseguir se concentrar, tudo bem. Apenas continue sentado, e sempre que possível, volte a sua atenção para o objeto escolhido.

Escolha o seu “cantinho”,


e boa meditação!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais lidas da semana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...